Pequeno Segredo vai representar o Brasil na disputa por uma indicação no Oscar

Longa vai disputar vaga na categoria melhor filme em língua estrangeira.
Comissão diz que filme tem ‘mais potencial para seduzir’ Academia do Oscar.
Drama estrelado por Júlia Lemmertz ainda não entrou em cartaz no Brasil.

O drama baseado em fatos reais Pequeno Segredo vai representar o cinema brasileiro na concorrida disputa à uma indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro. O anúncio foi realizado na tarde desta segunda-feira, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, pela comissão formada pela Secretaria do Audiovisual (SAV) do Ministério da Cultura (MinC).

Pequeno Segredo, que ainda não estreou no circuito comercial do país, “conta a emocionante história de uma menina e três mulheres que compartilham um segredo que mudará suas vidas”, de acordo com a sinopse oficial do longa-metragem. O diretor David Schurmann, membro de uma família conhecida por formar a primeira tripulação brasileira a dar a volta ao mundo velejando, narra as circunstâncias da adoção da menina Kat, filha de Heloisa (Júlia Lemmertz) e Vilfredo Schurmann (Marcello Antony).

O elenco de Pequeno Segredo conta ainda com a presença de Maria Flor, da atriz irlandesa Fionnula Flanagan e do ator neo-zelandês Erroll Shand. Na equipe técnica há nomes relacionados a importantes premiações de cinema intenacionais, como a diretora de arte Brigitte Broch (vencedora do Oscar porMoulin Rouge), o roteirista Marcos Bernstein (premiado no Festival de Berlim por seu trabalho em O Outro Lado da Rua) e o compositor Antonio Pinto (indicado ao Globo de Ouro de melhor canção original por seu trabalho em O Amor nos Tempos do Cólera).

Pequeno Segredo desbancou outros 17 filmes que também disputavam uma vaga para representar o Brasil no Oscar: Aquarius (Kleber Mendonça Filho), Chatô – O Rei do Brasil (Guilherme Fontes), Mais Forte Que o Mundo – A História de José Aldo (Afonso Poyart), Nise – O Coração da Loucura (Roberto Berliner), Campo Grande (Sandra Kogut), Menino 23: Infâncias Perdidas no Brasil (Belisário Franca), Pequeno Segredo (David Schürmann), O Roubo da Taça (Caíto Ortiz), A Despedida (Marcelo Galvão), O Outro Lado do Paraíso (André Ristum), Uma Loucura de Mulher (Marcus Ligocki Júnior), Vidas Partidas (Marcos Schechtman), Tudo Que Aprendemos Juntos (Sérgio Machado), O Começo da Vida (Estela Renner), A Bruta Flor do Querer (Andradina Azevedo, Dida Andrade), Até Que a Casa Caia (Mauro Giuntini) e A Hora e a Vez de Augusto Matraga (Vinícius Coimbra).

De acordo com a reportagem do site UOL, o cineasta Bruno Barreto, presidente da comissão especial do Ministério da Cultura, afirmou que a escolha de O Pequeno Segredo se deu pois os membros da comissão priorizaram “um filme que dialogasse mais com os critérios da Academia”.

O processo de escolha do representante do Brasil na corrida pelo Oscar foi marcado por controvérsias. O jornalista Marcos Petrucelli, que integra a comissão da SAV, fez forte oposição nas redes sociais ao diretor Kleber Mendonça Filho, responsável por Aquarius, atacando os posicionamentos políticos do cineasta.

Aquarius, aclamado drama recifense que representou o Brasil na disputa pela Palma de Ouro no prestigiado Festival de Cannes deste ano, era tido como franco favorito. No tapete vermelho de Cannes, Mendonça Filho, a atriz Sonia Braga e os outros representantes da obra levantaram cartazes contra o impeachment da agora ex-presidente Dilma Rousseff.

Ao todo, apenas quatro filmes brasileiros foram indicados ao Oscar de melhor filme estrangeiro: O Pagador de Promessas (1962), de Anselmo Duarte; O Quatrilho (1995), de Fábio Barreto; O Que É Isso, Companheiro? (1997), deBruno Barreto; e Central do Brasil (1998), de Walter Salles.

No ano de 1960, Orfeu Negro, rodado no Rio de Janeiro, com atores brasileiros e diálogos em português, venceu o Oscar de melhor filme estrangeiro. Entretanto, o filme representou a França, parte majoritária na coprodução do filme com Brasil e Itália.

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas irá divulgar os indicados para todas as categorias no dia 24 de janeiro do ano que vem. A cerimônia de entrega de prêmios no Oscar 2017 será realizada dia 26 de fevereiro.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=X_qAIqyZK8g

O que achou do conteúdo dessa postagem? Comente rolando para baixo! (Você pode comentar usando a sua conta do Facebook ou do Google!)

Via Adoro Cinema
Imagens: AdoroCinema.com
Edição: Panorama Araiosense/ Isaac Carvalho

Leia Mais
DETRAN sofre com decadência no sistema e impede que alunos façam a prova de primeira Carteira Nacional de Habilitação.
Open