EBC exibe terça-feira cena recriada da primeira radionovela brasileira

Uma cena de Em Busca da Felicidade, a primeira radionovela brasileira, foi recriada nesta semana no Museu da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, em uma parceria entre a Rádio Nacional do Rio e a TV Brasil. A gravação, de cerca de 1 minuto, vai ao ar a partir de terça-feira (15) nas rádios da EBC, em suas redes sociais e na TV Brasil, para comemorar 80 anos da obra pioneira na dramaturgia brasileira.

A cena conta com parte do texto original que foi ao ar nos anos 1940, e a atriz Amanda Tamarozzi interpreta Alice, uma jovem criada por um casal rico, que se descobre filha da empregada da família. Ela contracena com Gabriel Barreto, que interpreta Carlos, filho do patrão e par romântico de Alice na trama. Na versão original da novela, os papéis foram de Isis de Oliveira e Luís Tito.

A atriz escalada para dar nova vida ao texto conta que ficou emocionada por atuar em um estúdio que fez parte da história da radionovela e disse que a experiência teve desafios bem específicos. “Tem que ter muito jogo de olhar. Por mais que seja só a voz aparecendo, se você não está de olho no seu colega, você acaba perdendo o tempo. E o tempo é precioso.”

Sob direção de Waldecir de Oliveira e Bruno Barros, a cena também conta com o sonoplasta Bruno de Souza e o narrador Octavio Vargas. O trabalho resgata recursos característicos da radionovela, como a introdução e o encerramento com narração e os efeitos sonoros que ajudam o ouvinte a imaginar o movimento dos personagens e o ambiente em que se passa a novela.

Waldecir de Oliveira e Bruno Barros explicam que a cena busca explorar essas características da radionovela ao mesmo tempo em que exige que os atores contracenem diante de câmeras, com figurino e texto decorado. “É uma cena romântica, mas que tem a presença desse sonoplasta e tem um lado cômico em que ele tenta fazer, a todo tempo, todos os sons possíveis e impossíveis para ornar a cena”, diz Waldecir de Oliveira.

Para Bruno Barros, o grande desafio é transmitir ao público a emoção de reviver um pedaço da história cultural do país. “Isso é o embrião da novela, que é muito forte no país. E tudo começou com a radionovela e nesse estúdio.”

A cena gravada faz parte do capítulo 20 do primeiro ano de transmissão de Em Busca da Felicidade, já que seu sucesso fez com que a narrativa se estendesse entre 1941 e 1943. Os registros sonoros da versão original, gravados em acetatos à base de vidro, não resistiram ao tempo, mas parte do roteiro continua preservada no Acervo da EBC e recebeu o certificado do Programa Memória do Mundo da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Os equipamentos usados para a gravação também fazem parte da história da dramaturgia no Brasil. O Estúdio de Rádio-Teatro Victor Costa ficava no Edifício A Noite, onde a Rádio Nacional funcionou no período de grande sucesso de suas radionovelas. Gerente de Rádio da EBC, Thiago Regotto conta que a cena foi a primeira a ser gravada desde que o estúdio foi remontado no museu, que fica na sede da EBC no Rio de Janeiro. “A gente trouxe para cá e remontou exatamente como ele era. A equipe de cenografia da EBC trabalhou e restaurou todos os itens. A gente montou como museu, mas agora está servindo para gerar conteúdo”, conta Regotto.

A recriação comemora a importância da radionovela para a história cultural brasileira, já que as novelas conquistaram o gosto popular, pautaram questões sociais e tiveram papel de destaque tanto no rádio quanto na TV. “A gente quer mostrar e valorizar que a EBC tem a memória do Brasil. São 80 anos de um evento tão importante que começou aqui, dentro de uma empresa pública.”

*Colaborou Fabiana Sampaio, repórter do Radiojornalismo da EBC

Leia Mais
Campinense vence América-RN nos pênaltis e alcança semifinal
Open